Aécio sofre nova derrota em casa; o tucano João Leite perde em BH

Com 53,14% votos, Alexandre Kalil (PHS) é eleito nesse domingo (30) prefeito de Belo Horizonte, vencendo João Leite 46,86% (PSDB) no segundo turno. A vitória de Kalil é um sinal vermelho para Aécio Neves, padrinho político de Leite. Demonstra enfraquecimento do senador e ex-candidato à Presidência, que perdeu novamente em Belo Horizonte.

Essa derrota compromete a candidatura do Aécio em 2018.

Lula não quis votar nesse domingo como “forma de protesto”

lulalau

Hícaro Teixeira – 30.10.2016

O ex-presidente Lula não quis votar nesse domingo (30), alegando já haver 71 anos, idade mínima para votar, informa o Estadão. Mentirinha. A realidade é que o seu PT foi varrido de São Bernado no primeiro turno, domicílio eleitoral do ex-presidente, com o candidato petista Tarcísio Secoli ficando em 3º lugar. Hoje quem lidera é o Orlando Morando (PSDB) com 45,07% e Alex Manente (PPS) com 28,41%.

A influência do cenário político nacional, com o impeachment da Dilma provocou um efeito avalanche contra o PT, fazendo-os perderem quase todos estados e municípios no país.

Resultado nas urnas pode desenhar cenário em 2018

Hícaro Teixeira – 30.10/2016

O resultado do segundo turno dessas eleições municipais em alguns estados definirá o cenário para as eleições presidenciais em 2018. Atualmente, duas disputas estão pegando fogo no PSDB, entre Geraldo Alckmin e Aécio Neves.

No momento, Alckmin vem ganhando muita força no ninho tucano, depois da vitória de João Doria no primeiro turno; e agora para o segundo, ele conta com três candidatos à prefeitura liderando no seu estado como Orlando Morando, em São Bernardo, Paulo Serra, em Santo André, e Duarte Nogueira, em Ribeirão Preto.

Aécio vem enfraquecendo para 2018. Primeiro começando com as denúncias da Lava-Jato, e segundo porque ele pode ser derrotado novamente em Belo Horizonte, pois o seu candidato para prefeito, o João Leite (PSDB) com 48%, está em segundo, perdendo para o André Kalil (PHS) com 52%.

Já o PT está em extinção. Além de ter sido varrido em quase todos os estados por causa do cenário nacional, Lula agora só tem um candidato à prefeitura de Recife: o João Paulo (PT) que está perdendo para Geraldo Julio (PSB). O ex-presidente sofrerá uma derrota histórica, pois Pernambuco é o estado onde ele nasceu. No período das eleições de 2006, ele teve 71% dos votos válidos.

Até 2018, Lula estará na cadeia, por conta do ritmo das prisões da Lava-Jato. Aécio Neves estará bastante encrencado com as denuncias.

Quem tem mais chances para 2018 é o Geraldo Alckmin, apesar de ter muita água pra correr debaixo da ponte.

Caiu Cunha e Dilma. Mas e o Renan?

Hícaro Teixeira – 28.10.2016

Nesses dias assistimos a agressividade de Renan Calheiros, presidente do Senado, contra o Judiciário e a Polícia Federal. Renan está com a cabeça a prêmio, mas mesmo assim o coronel não se intimida. Para descontar toda a sua fúria no judiciário, que já tem provas envolvendo ele em diversos casos de corrupção, Renan vai criar uma série de pacotes favoráveis a corrupção para frear a Lava-Jato e confrontar a Justiça.

Renan está com a corda no pescoço, depois que o ministro do STF Edson Fachin liberou para julgamento a denúncia em que ele é acusado de receber dinheiro de uma empreiteira para pagar pensão a uma ex-namorada.

E o pior: a presidente do STF, Cármen Lúcia, marcou para o dia 3 de novembro o julgamento da ação que remove Renan da linha sucessória da Presidência da República. Isto fará com que ele seja removido também da presidência do Senado.

Além do mais, existem as delações da Lava-Jato que comprometem muito o presidente do Senado, como a delação de Sérgio Machado, ex-diretor da Transpetro, que disse à Justiça que houve acordo porcentual sobre cada contrato assinado com a estatal de 2004 a 2014. Segundo Machado, Renan recebeu R$ 32 milhões durante esses anos. Ainda tem a delação do advogado Felipe Rocha Parente, indicado por Machado para ser o entregador da propina, onde afirmou que a operação se repetiu dez vezes ao longo dos anos. Ele entregava R$ 250 mil em todos os encontros.

Os fatos mostram que o Renan, é um dos maiores corruptos do Congresso, e que o Eduardo Cunha, preso semana passada, não é nada próximo ao presidente do Senado, quando se trata de corrupção. Até quando o coronel Renan continuará ditando regras? Passou da hora dele cair.

 

STF marca para dia 3 julgamento que pode afastar Renan no comando do Senado

Hícaro Teixeira – 26.10.2016

A mesma ação ajuizada pelo Rede Sustentabilidade que derrubou o Eduardo Cunha da presidência da Câmara, será analisada no dia (03) de novembro, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), para afastar o presidente do Senado, Renan Calheiros. A presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, marcou a data.

Como Renan assume a principal cadeira do Palácio do Planalto na ausência do presidente da República e do presidente da Câmara, esse processo ameaça a permanência do peemedebista, pois ele responde a 12 inquéritos no STF.

Renan é suspeito de receber propina da Mendes Junior para bancar a ex-amante. Nesse caso, ele é réu em uma denúncia por crimes de falsidade ideológica e peculato.

A Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), apresentada pelo Rede, proíbe o exercício dos cargos que estão na linha de substituição da Presidência da República por réus no Supremo.

A PEC 241 é a marca da responsabilidade nos gastos; porém é preciso cortar regalias no Legislativo e Judiciário

Hícaro Teixeira – 13.12.2016

Quem ignora a leitura e a informação, sempre é candidato a ser usado como massa de manobra. E nesse momento, a tática da desinformação tem sido usada como a arma daqueles que estão contra o país.

A oposição, representada pelos partidos de esquerda, criam narrativas com frases simples para justamente pegar aqueles que não leem, dizwm que a PEC 241 (Teto de Gastos) é a “PEC da Desigualdade”, e que “tem um tópico que vai tirar investimentos os da saúde e educação”.  A maior hipocrisia é que o governo anterior (Dilma) queria adotar o Teto de Gastos também.

É importante lembrar que esse grupo foi o que afundou o país deixando os brasileiros numa crise econômica ardente.

Então será que vale a pena bater na mesma tecla dando ouvidos para quem dizimou o país e não assumiu os erros?

Muito pelo contrário do que dizem, a PEC do Teto vai assegurar para que mais a frente o país receba mais investimentos na saúde e educação.

Passou da hora de rever os erros e, principalmente, se informar mais.

O que precisa ser cobrado sobre a adoção do Teto é o seguinte: é preciso cortar a regalia dos deputados e senadores e do Judiciário. Se isso não for feito, não adianta muito estipular um limite de gastos.

Coronel se incomoda quando invadem o território dele

Hícaro Teixeira – 22.10.2016

Quem se incomoda com a prisão dos quatro policiais legislativos pela Polícia Federal dentro do Senado é coronel, e Renan Calheiros, presidente do Senado, ficou irritado quando a PF avançou o território que ele acha que é dele. Nos bastidores, Renan ainda ameaçou, dizendo que a Operação Métis da PF provocaria uma crise entre Judiciário e o Legislativo.

A declaração é preocupante. Renan agora passou a capitanear com o PMDB uma pressão para que o presidente Michel Temer demita o ministro da Justiça, Alexandre de Morais.

É nítida a intenção do Renan de querer interferir na Lava-Jato, e ainda causar uma crise na base com o PSDB.

E ainda para ameaçar, Renan vem articulando o projeto de lei de Abuso de Autoridade para frear a Lava-Jato.

4 crimes de racismo praticado pela esquerda

Hícaro Teixeira – 16.10.2016

Nos últimos anos de governo PT, a “divisão de classes” foi uma tática nada humana explorada pela esquerda – tudo para tentar se perpetuar no poder. E essa prática deixou inúmeras sequelas sociais no país, e também ajudou a promover o racismo. Sempre quando um negro não está ao lado das convicções de um esquerdista, ele sofre discriminação racial, ou seja, basta uma discordância política para o assunto migrar para o racismo.

Pois bem: listei quatro casos de injúria racial praticado pela esquerda.

1) Paulo Henrique Amorim discriminou Heraldo Pereira

13186107

Paulo Henrique Amorim, apresentador do Domingo Espetacular da Record e blogueiro pró-PT, em um texto no seu blog “Conversa Afiada” chamou o jornalista da TV Globo Heraldo Pereira de “negro de alma branca”.

Ele ainda disse que o  “[Heraldo] não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde”.

Amorim foi condenado a um ano e oito meses de reclusão a cumprir pena por injúria racial contra Pereira. A pena foi executada pela ministra Laurita Vaz, presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Ele também foi condenado em outro processo, uma ação civil por danos morais. Os dois fizeram um acordo no qual Paulo Henrique se comprometeu a publicar uma retratação e doar R$ 30 mil a uma instituição de caridade.

2) Paulo Ghiraldelli chama Holiday de “negrinho do DEM”

maxresdefault-e1472305425141

 O filósofo Paulo Ghiraldelli Jr. escreveu um texto com o teor racista intitulado “O negrinho do DEM”, feito para atacar o coordenador do MBL e vereador de São Paulo Fernando Holiday.

No artigo ele apresenta Holiday, que é negro e de origem humilde, como um “negro de alma branca”. Todo esse ataque foi feito porque o Holiday discorda da agenda política da esquerda, como por exemplo, a política de cotas. Ghiraldelli não aceitou que um negro tenha posições à direita, e acabou migrando de assunto passando a discriminar Holiday pela sua cor.

3) Site pró-Dilma associa Barbosa a macaco 

thumb

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, foi associado à imagem de um macaco por um site que defendia a ex-presidente Dilma Rousseff, o Blog da Dilma.

A associação foi feita pelo blog para ilustrar um artigo do ex-deputado federal pelo PT Luiz Eduardo Greenhalgh sobre o julgamento do mensalão. A ilustração era composta por um macaco sorridente em primeiro plano, Barbosa ao fundo e uma legenda: “Ainda vai Barbosinha? kkkkk”.

13268764

A postagem no blog virou fonte de constrangimento para o Palácio do Planalto.

O mesmo blog fez outra postagem racista contra Barbosa, depois que ele não cumprimentou Dilma durante as saudações ao Papa Francisco. O site postou a imagem de um escravo apanhando no tronco. Um viés completamente racista e desrespeitoso.

4) Jean Wyllys chama um seguidor no Twitter de “negro gordo”

11033503-jean-wyllys

O deputado federal Jean Wyllys chamou no Twitter o seguidor Valmir Cesar de “negro gordo” e “burro”.

O usuário teria discordado do ex-bbb sobre questões ligadas ao projeto de lei, a “Lei da Mordaça Gay”.

Cesar escreveu a seguinte mensagem para o Wyllys: “ñ se faça de desentendido, vítima! vc sabem muito bem q a intenção do PL 122 era de acabar cm a liberdade de expressão”.

jean2

Em seguida o ex-bbb responde: “um negro gordo se opondo a um projeto anti-discriminação de minorias é mais que burrice: é fim de mundo!”.

Lula processa jornalista por “crime contra honra”

Hícaro Teixeira – 13.10.2016

Quero primeiro questionar da onde vem esse dinheiro o qual o ex-presidente Lula usa para pagar o advogado que está entrando com uma ação contra a jornalista Joice Hasselmann. Lula já é réu em três processos na Justiça. A PF podia investigar de onde ele vem conseguindo tanto dinheiro para pagar advogados. Afinal, se as empreiteiras pagaram reformas na cozinha do sítio em Atibaia e na construção no tríplex, por que não sobraria dinheiro para contratar advogados? Pode parecer um questionamento simples, mas é bastante válido para quem já está com a reputação suja.

E que moral tem o ex-presidente que foi considerado pelo Deltan Dallagnol, procurador da República, como chefe máximo da quadrilha do Petrolão, para querer processar uma jornalista, que vem cumprindo com o seu dever de informar a sociedade?

No mandado de intimação pessoal enviada à Joice, Lula diz que ela cometeu um crime contra a sua honra. Que honra? Honra dilacerada?

Todo apoio a Joice Hasselmann, que apenas está exercendo a liberdade de expressão e opinião.

PEC do Teto de gastos segue modelo aplicado em países de 1º mundo

Hícaro Teixeira – 13.10.2016

O limite nos gastos públicos ou “teto de gastos” é uma medida positiva que já foi testada em países desenvolvidos, como Finlândia, França, Holanda, Austrália.

Não se trata de um “teste primário”, como alega a central de boataria da oposição, apontando que “limitaria a educação e saúde”. A PEC simplesmente reduzirá radicalmente o gasto desenfreado no poder Executivo, Legislativo e Judiciário. O país só tem a ganhar.

O presidente Michel Temer inclusive afirmou, em entrevista a jornalista Miriam Leitão, que aqui no Brasil, a PEC pode ser revista em 4 ou 5 anos.

É preciso haver sacrifício para o Brasil voltar a prosperar. Só é possível haver investimento cortando gastos. É uma questão básica. É como se fosse economia doméstica.

É bom deixar claro também que, se o governo não conseguisse aprovar no Congresso o projeto que limita os gastos públicos, o rombo nas contas públicas, segundo o Executivo, estaria em R$ 588,4 bilhões em 2026.